quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

O abominável homem-das-faixas ataca novamente...

Não contente com o festival de incompetência e improviso ao implantar faixas para ônibus e bicicletas de modo desembestado pela cidade, sem critério, sem diálogo com a população e sem planejamento, o prefeito Fernando Haddad resolveu aprontar mais uma das suas: liberou as ciclovias para skates, patins, patinetes e até cadeiras de rodas (oi?).

Veja bem o tamanho do absurdo (cadê os cicloativistas que tanto defenderam o prefeito?): o desvirtuamento das ciclovias e ciclofaixas virou lei por decreto do próprio Haddad!

É um atestado do insucesso do abominável homem-das-faixas e a institucionalização do caos: como se fosse possível a convivência pacífica e segura desses diversos meios num espaço tão restrito, mal conservado e lado a lado com pedestres, motos, automóveis, ônibus e caminhões.

As ciclovias e ciclofaixas, espalhadas por ruas esburacadas, calçadas, canteiros centrais e até no meio de avenidas, permitem agora o "tráfego compartilhado" das bicicletas com patins, patinetes, skates, cadeiras de rodas (para a Prefeitura, é como se fosse tudo a mesma coisa...), triciclos, quadriciclos (com ou sem reboque) e também veículos elétricos (!!!).

Parece piada, mas é sério... (Quer dizer, é mais um factóide do Haddad, então nada nos surpreende...)

Se a intenção é causar polêmica, essa administração do PT está seguindo a receita certa. Porém, na gestão da cidade, é mais uma "calamiddad"...

Uma necessidade prioritária de qualquer metrópole que se pretende moderna, civilizada e sustentável acaba ridicularizada pela inabilidade de um prefeito desqualificado.

Já tem gente sugerindo outros meios criativos para o aproveitamento das ciclovias sub-utilizadas: pistas de boliche, concursos de miss, parada de pipoqueiros, corrida de carrinhos de rolemã, campeonato mundial de bocha para funcionários públicos aposentados... (qual a sua dica?)

Dizem que, em último caso, embora não seja recomendado, essas faixas vermelhas pintadas pelo Haddad nas ruas de São Paulo podem até ser usadas para andar de bicicleta... Alguém arrisca?


Veja o que já publicamos sobre as ciclovias do Haddad:

Prefeito Haddad, vamos falar sério sobre as ciclovias?