quinta-feira, 31 de maio de 2012

Veja como foi a sabatina do R7 e da Record News

Segundo a cobertura oficial do site R7, responsável pela entrevista realizada nesta quinta-feira com a pré-candidata do PPS à Prefeitura de São Paulo, "dois temas que sempre acompanham os debates envolvendo Soninha Francine dominaram a sabatina: a questão da legalização da maconha e a proximidade com o ex-governador de São Paulo e também pré-candidato a prefeito, José Serra."

Ora, mas em meia hora de sabatina, quem conduziu a entrevista para esse rumo foram os próprios jornalistas da Record News Heródoto Barbeiro, Ricardo Kostcho e Nirlando Beirão, além de Marco Antônio Araújo, do blog O Provocador, do R7.

Também jornalista, Soninha disse que considera “um desperdício” a repetição dos temas com que entrevistadores em geral a abordam.

"São assuntos que dificilmente têm relação com as propostas. Desperdício do tempo que eu queria ter pra falar dos problemas. Mas não tenho medo de responder até a morte sobre o Serra, aborto, maconha. É previsível. Não me surpreende nem atemoriza. As pessoas perguntam, eu respondo. Não vou deixar de ser como eu sou para não perder voto. As pessoas têm que votar em mim porque entenderam, acreditaram e confiaram. Senão, não faz diferença."

Entre as raras perguntas sobre plano de governo, Soninha pode falar de mobilidade urbana e do repovoamento do centro. "Nada será mais decisivo para a cidade que as pessoas começaram a morar em imóveis bem localizados", afirmou.

O transporte público também foi discutido. Soninha criticou a forma como foi implantado o atual rodízio de caminhões, lembrando que a restrição criou problemas para o abastecimento de mercadorias da cidade, e defendeu melhorias na operação de corredores de ônibus.

"Precisa melhorar a operação nos corredores de ônibus. Fazer o embarque e desembarque serem muito mais rápidos. O problema do ônibus hoje é ele ser imprevisível", enfatizou a pré-candidata.

Além de confirmar Lucas Albano (PMN) como seu vice, Soninha fez críticas à atual gestão do prefeito Gilberto Kassab (PSD) em São Paulo, de quem foi subprefeita da Lapa durante mais de um ano, entre 2009 e 2010. "O Kassab não é o meu modelo de político", disse Soninha.

Ao finalizar, Soninha disse que quer ser prefeita de São Paulo porque adora a cidade, mas se irrita com seus defeitos e acredita no papel do Estado para a transformação da capital paulista.

Opinião do Blog do PPS

Não se esperava outra coisa: como José Serra decidiu não comparecer à sabatina do R7 e da Record News, a bancada de entrevistadores composta de petistas declarados e simpatizantes passou mais tempo perguntando sobre o pré-candidato tucano do que propriamente sobre as ideias e propostas de Soninha Francine para a cidade de São Paulo. Freud explica.

Nesta sexta-feira, o sabatinado será o "menino dos olhos" de Lula e da torcida organizada contratada pela emissora do Bispo Edir Macedo, o ex-ministro Fernando Haddad, o candidato emPACado, que não sai dos inexpressivos 3% nas pesquisas ENEM empolga a militância petista (obrigada a "engolir" Soninha com mais que o dobro de votos de Haddad).

Se não bastasse, Haddad tenta se livrar das acusações sobre o "kit gay" e, para alegria do eleitorado mais conservador, engavetou até mesmo o discurso contra a homofobia - como se combater o preconceito e a intolerância pudesse lhe tirar ainda mais votos... Coisas deste PT pragmático que envergonha até Marta Suplicy e se esforça para agradar neoaliados como Collor, Sarney, Maluf e Valdemar Costa Neto.

Leia também:

Soninha Francine critica Record após sabatina

Soninha anuncia Lucas Albano, do PMN, como vice

"Eleição é suficientemente maluca para comportar surpresas", diz Soninha

Defesa a José Serra e legalização da maconha dominam sabatina de Soninha

quarta-feira, 30 de maio de 2012

Hoje, às 16h: Soninha na sabatina R7 e Record News

A pré-candidata Soninha Francine participa nesta quarta (30) de uma sabatina com transmissão ao vivo, às 16h, pela internet, no Portal R7, e reexibição pela TV à meia-noite, no canal Record News.

Durante toda esta semana, cada pré-candidato é entrevistado por 30 minutos, pelos jornalistas da Record News Heródoto Barbeiro, Ricardo Kostcho e Nirlando Beirão, além de Marco Antônio Araújo, do blog O Provocador, do R7.

A data da participação dos candidatos nas sabatinas foi definida por sorteio. Confira abaixo e assista as entrevistas:

Segunda-feira, dia 28 de maio

16h - Celso Russomano (PRB)
16h30 - Carlos Giannazi (PSOL)

Terça-feira, dia 29 de maio

16h - José Serra (PSDB) - não compareceu
16h30 - Levi Fidelix (PRTB)

Quarta-feira, 30 de maio

16h - Soninha Francine (PPS)
16h30 - Luiz Flávio D´Urso (PTB)

Quinta-feira, 31 de maio

16h - Gabriel Chalita (PMDB)
16h30 - Fernando Haddad (PT)

Sexta-feira, 1º de junho

16h - Netinho de Paula (PC do B)
16h30 - Paulinho da Força (PDT)

PPS debate Poder Local, Gestão e Orçamento

No último dos doze encontros semanais antes da Convenção Eleitoral, o PPS debate nesta quinta-feira, 31 de maio, o tema "Orçamento da cidade, democratização e fortalecimento do Poder Local". Depois, em julho, terão início os encontros regionais, reunindo os candidatos, a militância e os moradores dos 96 distritos da cidade.

Assista AO VIVO, a partir das 19h desta quinta-feira (31/5), ou compareça ao Plenarinho do 1º andar da Câmara Municipal de São Paulo.

Da mesa sobre Poder Local, Gestão e Orçamento, para formulação do plano de governo da pré-candidata à Prefeitura Soninha Francine, devem participar o vereador Claudio Fonseca, professor e líder do PPS no Legislativo paulistano; o ensaísta e tradutor Giovanni Menegoz, da Fundação Astrojildo Pereira; e o jornalista Moacir Longo, ex-vereador e presidente de honra do PPS de São Paulo.

Todos os encontros têm transmissão online e posteriormente o conteúdo é disponibilizado nos meios de comunicação do partido. Reveja as fotos e os vídeos das principais apresentações.

Já foram abordados os temas Legislação Eleitoral; Subprefeituras; Mobilidade Urbana e Transporte; Educação; Meio Ambiente e Cidade Sustentável; Emprego, Renda e Desenvolvimento; Saúde; Esporte, Cultura, Lazer e Qualidade de Vida; Habitação e Plano Diretor; Segurança Pública; Diversidade, Direitos e Garantias.

Os encontros são realizados sempre às quintas-feiras, a partir das 19h, na Câmara Municipal de São Paulo (Viaduto Jacareí, 100 - Bela Vista).

31 de maio, às 19h - "Orçamento da cidade, democratização e fortalecimento do Poder Local" - Coordenação de Paulo Cesar de Oliveira e Claudio Fonseca. Local: Plenarinho da Câmara Municipal, 1º andar.

23 de junho, às 10h - Convenção Eleitoral do PPS paulistano, para formalização da candidatura de Soninha Francine à Prefeitura de São Paulo, aprovação de eventual coligação partidária e definição da lista de candidatos à Câmara Municipal. Local: Plenário, Plenarinho e Galerias da Câmara Municipal, 1º andar.

terça-feira, 29 de maio de 2012

PPS recomenda: Candidatos pela Sustentabilidade

A direção do PPS recomenda a todos os seus candidatos a prefeito e vereador, no país inteiro, o curso “Candidatos pela Sustentabilidade”, promovido pela Rede Nossa São Paulo e a Rede de Ação Política Pela Sustentabilidade (RAPS).

Inicialmente destinado apenas aos pré-candidatos a prefeito, o curso atenderá também presidentes de diretórios e candidatos a vereador de partidos que assinaram a carta compromisso do Programa Cidades Sustentáveis.

Mais de 300 pré-candidatos a prefeito e os diretórios nacionais de dois partidos (PT e PPS) já assinaram a carta compromisso do programa.

Com a ampliação do público alvo, a Rede Nossa São Paulo e a Rede de Ação Política Pela Sustentabilidade (RAPS) visam ampliar a discussão da agenda da sustentabilidade urbana na eleição deste ano, bem como responder positivamente a diversas solicitações de dirigentes partidários que já assinaram a carta compromisso e de pré-candidatos a vereador vinculados a partidos políticos que também subscreveram o documento.

Especialista de Harvard

O professor de Políticas Públicas Steve Jarding,a da Universidade de Harvard, irá falar sobre estratégias de campanha e sustentabilidade urbana no curso “Candidatos pela Sustentabilidade”.

Além de Steve Jarding, o curso “Candidatos pela Sustentabilidade” irá reunir também especialistas brasileiros que são referência em gestão de campanha eleitoral, sustentabilidade urbana, ética empresarial e responsabilidade socioambiental.

Participam, entre outros: Oded Grajew, da Rede Nossa São Paulo; Rodrigo Lugones, mestre em gerenciamento político pela George Washington University (USA); e Nabil Bonduki, ex-secretário nacional de Recursos Hídricos e Ambiente Urbano do Ministério do Meio Ambiente.

O curso será realizado dias 1 e 2 de junho, das 8h às 18h, no Hotel Intercontinental (Alameda Santos, 1.123 – Jardim Paulista, em São Paulo/SP). A taxa de inscrição é de R$ 50 e cada participante poderá levar um acompanhante, mediante inscrição prévia.

As vagas são limitadas e as inscrições podem ser feitas com Zuleica Goulart, pelo e-mail zuleica@isps.org.br

segunda-feira, 28 de maio de 2012

Sindicato dos Padeiros lança livro póstumo de Rezk

O Sindicato dos Padeiros de São Paulo, presidido por Chiquinho Pereira, dirigente nacional do PPS e da UGT, lança o livro "Ruptura: anomia na civilização do trabalho", obra póstuma de Antonio Rezk, ex-deputado e militante histórico do PCB, o velho Partidão, que deu origem ao PPS.

Simultaneamente, o Sindicato promove debate político com o jornalista Moacir Longo e a viúva Elza Resk e exibe vídeo com a trajetória do autor, um dos maiores ativistas nas questões políticas e sociais do país, nesta segunda-feira (28), a partir das 18h.

“Ruptura: anomia na civilização do trabalho”, de Antonio Rezk (1933-2005), é organizado por Marilucia Meireles e Marco Aurélio F. Velloso, e editado pela Plena Editorial. O livro registra as reflexões desenvolvidas nos últimos 15 anos de vida de Rezk frente ao impacto da queda do muro de Berlim e da dissolução da União Soviética. Rico em análises e propostas, o livro trata da história do trabalho no mundo e no Brasil mesclando aspectos econômicos e sociais com teorias psicanalíticas.

Desde o início da década de 90, Rezk reuniu, em encontros e debates, intelectuais e companheiros de militância política para a troca de ideias sobre o novo cenário internacional. Desses encontros, inclusive, nasceu o Movimento Humanismo e Democracia (MHD), em 1992, marcado pela publicação de um manifesto considerado à época uma das primeiras leituras inovadoras do novo quadro político, econômico e social.

As grandes transformações que ocorreram no mundo, principalmente com o advento da globalização da economia e suas implicações no mundo do trabalho, levaram-no a se dedicar ao estudo e ao debate da questão, sobretudo o desemprego causado, entre outras razões, pela intensificação da aplicação da tecnologia na produção.

A trajetória de Rezk

Antonio Rezk desenvolveu intenso trabalho de organização comunitária no início dos anos 1970 e foi fundador de dezenas de associações de bairro em São Paulo, transformadas anos mais tarde em conselhos (municipal e estadual). Foi eleito vereador para a Câmara Municipal de São Paulo, em 1975, pelo Movimento Democrático Brasileiro (MDB) e depois, em 1978, deputado estadual por dois mandatos consecutivos.

Com a redemocratização do país, participou ativamente da reorganização do PCB (Partido Comunista Brasileiro), e passou a integrar Comissão Executiva Nacional. Ocupou de 1987 a 1989 a presidência do Diretório Estadual do Partido em São Paulo.

Formado em Estudos Sociais, Rezk é autor de vários livros, entre eles A Cidade (1989) e a Revolução do Homem (2002). Além de ter participado da fundação do Movimento Humanismo e Democracia (MHD), do qual foi coordenador nacional, também participou da fundação do Instituto de Pesquisas e Projetos Sociais e Tecnológicos (Ipso), do qual foi presidente. O escritor foi vice-presidente da União Brasileira de Escritores (UBE) e do Instituto Astrogildo Pereira. e membro do conselho editorial da revista Novos Rumos.

Evento: Lançamento do livro “Ruptura: anomia na civilização do trabalho”; debate político; e exibição de vídeo.
Local: Sindicato dos Padeiros de São Paulo
Data: segunda, 28 de maio
Horário: 18 horas
Endereço: Rua Major Diogo, 126, Bela Vista, São Paulo

domingo, 27 de maio de 2012

Segunda, dia 28: Jardim e Valverde lançam livro

Na próxima segunda-feira, 28 de Maio, será lançado na Livraria da Vila (Shopping Pátio Higienópolis), o livro "Política Nacional, Gestão e Gerenciamento de Resíduos Sólidos" de Arnaldo Jardim, Consuelo Yoshida e José Valverde Machado Filho.

O deputado federal Arnaldo Jardim e o advogado especialista em direito ambiental, José Valverde, são dirigentes do PPS.

Dia 28 de Maio de 2012, a partir das 18h
Local: Livraria da Vila - Shopping Patio Higienópolis
Endereço: Avenida Higienópolis, 646

sexta-feira, 25 de maio de 2012

Cidade que respeita diversidade, direitos e garantias

Em busca da tolerância, por mais qualidade de vida e pela igualdade de todos os cidadãos e cidadãs brasileiros, sem preconceitos ou qualquer distinção por etnia, religião, idade, origem, gênero, orientação sexual etc., o PPS debateu nesta quinta-feira, 24 de maio, o tema "Diversidade, Direitos e Garantias".

Coincidentemente, a própria mesa dos trabalhos refletiu a diversidade (neste caso, religiosa) do PPS, composta por umbandista, católico, evangélico, judeu, budista e até por ateu, para a formulação do plano de governo da pré-candidata à Prefeitura Soninha Francine.

Desde a campanha anterior à Prefeitura, em 2008, Soninha Francine defende políticas públicas para as diferentes "populações", como define os setores que mais carecem da defesa de seus direitos e garantias: mulheres, LGBT, negros, idosos, jovens, indígenas, imigrantes. Para tanto, propõe promover ações para combater qualquer tipo de discriminação. Preparar os serviços públicos para prestação de serviços de qualidade e com foco nesses públicos. Garantir seus direitos universais com atenção a necessidades específicas.

Líder religioso, organizador da Marcha do Axé e autodeclarado "macumbeiro", Pai Guimarães D´Ogum, do Templo de Umbanda Estrela Guia, fez uma explanação em defesa da liberdade religiosa e ressaltou a importância da luta contra as injustiças, a marginalização e a exclusão social.

"Uma nova era, um mundo de liberdade de escolha religiosa, sem julgamentos étnicos, sexuais ou sociais", é o que prega o Pai Guimarães. "A possibilidade de assumir nossa fé sem medos, lutar para que este mundo saia da ilusão e torne-se real."

A defesa de um Estado laico, que garanta a livre escolha do cidadão, o respeito, a tolerância e a diversidade da população também foi pregada pelo pastor evangélico Marcos Miranda, da Igreja Brasil para Cristo.

O presidente municipal do PPS/SP, Carlos Fernandes, sempre relembra uma passagem histórica do escritor Jorge Amado, que, eleito deputado federal em 1945 pelo Partido Comunista Brasileiro (PCB), que daria origem ao PPS em 1992, foi o autor da Lei da Liberdade de Culto Religioso na Constituinte de 1947. “PCB e PPS sempre defenderam a liberdade de religião”, destacou.

O advogado Ari Friedenbach falou sobre o Selo da Diversidade, programa que coordenou na Secretaria de Emprego do Estado: um certificado às empresas que tenham ações de "acolhimento da diversidade".

A iniciativa é simples: se uma empresa deseja se certificar junto ao programa, ela solicita às empresas qualificadoras, reconhecidas pelo governo, para que atuem no processo de certificação por meio de selos, um de Adesão e outro conhecido como Pleno.

As empresas que tiverem ações de inclusão social de por meio da diversidade, recebem o primeiro selo de Adesão e após o período de um ano, se as normas forem executadas corretamente, a empresa recebe o selo Pleno e é reconhecida pelo governo como "parceira da diversidade".


Último encontro temático

Na próxima quinta-feira, 31 de maio, será reaizado o 12º e último encontro temático do PPS antes da Convenção Eleitoral que vai oficializar a candidatura de Soninha Francine à Prefeitura de São Paulo, no dia 23 de junho, na Câmara Municipal, além de uma chapa completa de 83 candidatos (55 homens e 28 mulheres) ao Legislativo paulistano.

Todos os encontros têm transmissão online e posteriormente o conteúdo é disponibilizado nos meios de comunicação do partido. Reveja as fotos e os vídeos das principais apresentações.

Já foram abordados os temas Legislação Eleitoral; Subprefeituras; Mobilidade Urbana e Transporte; Educação; Meio Ambiente e Cidade Sustentável; Emprego, Renda e Desenvolvimento; Saúde; Esporte, Cultura, Lazer e Qualidade de Vida; Habitação e Plano Diretor; Segurança Pública.

Os encontros são realizados sempre às quintas-feiras, a partir das 19h, na Câmara Municipal de São Paulo (Viaduto Jacareí, 100 - Bela Vista).

31/5 - "Orçamento da cidade, democratização e fortalecimento do Poder Local" - Coordenação de Paulo Cesar de Oliveira e Claudio Fonseca. Local: Plenarinho da Câmara Municipal, 1º andar.

Soninha participa de ato das Mães da Sé

A pré-candidata do PPS à prefeitura de São Paulo, Soninha Francine, participou na tarde desta sexta-feira (25) de um ato na Câmara Municipal que lembrou o Dia Internacional da Criança Desaparecida, organizado pela ONG Mães da Sé.

A ex-vereadora Soninha ressaltou que a informação entre todos os envolvidos nesta questão é fundamental. “A comunicação entre albergues, delegacias, organizações, abrigos, entidades que recebem crianças e adolescentes, é crucial. Se essas pessoas não se conversarem, a união e a persistência de vocês não dará conta”, disse à plateia formada por diversas mães que perderam seus filhos.

Presidente e fundadora da entidade, Ivanise Esperidião destacou que a data ajuda na conscientização da população e na busca desses jovens. Ela explicou ainda que a maioria dos casos de desaparecimento de crianças e jovens ocorre por fuga. “São também os mais fáceis de serem resolvidos, pois essas crianças não se afastam muito”, observou.

Entretanto, há casos que envolvem violência, e dependem muito de mobilização e informação para haver alguma solução. “As empresas deveriam divulgar mais os desaparecidos nas embalagens de produtos. As redes sociais da Internet ajudam muito, mas poderiam fazer mais”, observou.

Mais de 20 mil pessoas desaparecem todos os dias no mundo inteiro. Na cidade de São Paulo, são 60, das quais 24 são crianças e adolescentes.

quarta-feira, 23 de maio de 2012

Sexta, 25: Ato pelo Dia da Criança Desaparecida

Amanhã PPS debate o respeito à diversidade

O PPS debate nesta quinta-feira, 24 de maio, o tema "Diversidade, Direitos e Garantias", pela dignidade, pela qualidade de vida e pela igualdade de todos os cidadãos e cidadãs brasileiros, sem qualquer distinção nem preconceito de etnia, religião, idade, origem, gênero, orientação sexual etc., em mais uma reunião para formulação do plano de governo da pré-candidata à Prefeitura Soninha Francine.

Assista AO VIVO, a partir das 19h desta quinta-feira (24/5), ou compareça ao Plenarinho do 1º andar da Câmara Municipal de São Paulo.

Todos os encontros têm transmissão online e posteriormente o conteúdo é disponibilizado nos meios de comunicação do partido. Reveja as fotos e os vídeos das principais apresentações.

Já foram abordados os temas Legislação Eleitoral; Subprefeituras; Mobilidade Urbana e Transporte; Educação; Meio Ambiente e Cidade Sustentável; Emprego, Renda e Desenvolvimento; Saúde; Esporte, Cultura, Lazer e Qualidade de Vida; Habitação e Plano Diretor; Segurança Pública.

Os encontros são realizados sempre às quintas-feiras, a partir das 19h, na Câmara Municipal de São Paulo (Viaduto Jacareí, 100 - Bela Vista).

Segue abaixo o calendário com os dois últimos temas a serem debatidos antes da Convenção Eleitoral de 23 de junho, com a participação de especialistas e dos pré-candidatos do PPS, tendo como ponto em comum de todos os eventos a sustentabilidade:

24/5 - "Diversidade, direitos e garantias" - Coordenação de Soninha Francine, Lylian Concellos, Pai Guimarães, Ari Friedenbach e coordenadores temáticos. Local: Plenarinho da Câmara Municipal, 1º andar.

31/5 - "Orçamento da cidade, democratização e fortalecimento do Poder Local" - Coordenação de Paulo Cesar de Oliveira e Claudio Fonseca. Local: Plenarinho da Câmara Municipal, 1º andar.

segunda-feira, 21 de maio de 2012

PPS de Young e Soninha recomenda o #VetaDilma

Em forte ação pelo twitter @23pps e traduzido no posicionamento coerente da bancada do PPS (no voto dos deputados Roberto Freire, Arnaldo Jordy, Rubens Bueno, Dimas Ramalho, Stepan Nercessian e Augusto Carvalho) contra as mudanças retrógradas introduzidas na reforma do Código Florestal, a Coordenação Nacional de Meio Ambiente e Sustentabilidade (ou Núcleo Ambientalista) do PPS segue firme na campanha #VetaDilma. Na foto acima, a manifestação do empresário Ricardo Young, pré-candidato a vereador na chapa de Soninha Francine à Prefeitura de São Paulo.

A Câmara dos Deputados aprovou em 25 de abril as alterações propostas pelo relator Paulo Piau (PMDB-MG) ao texto do Código Florestal. No total, 274 deputados votaram a favor, 184 contra, e dois se abstiveram. O texto aguarda agora a sanção ou o veto (total ou parcial) da presidente Dilma Rousseff.

Entre os vários pontos que o PPS discorda no texto aprovado na Câmara estão a liberação de crédito agrícola para quem desmatou, a vulnerabilidade das áreas em torno de nascentes de rios e a permissão a desmatamentos em topos de morro e manguezais, áreas que deveriam ser preservadas e protegidas.

O Código Florestal estabelece as bases legais sobre a exploração e preservação de florestas e vegetação nativa em propriedades privadas. Uma versão do projeto de lei havia sido aprovada em maio do ano passado pela Câmara e modificado em dezembro pelo Senado - essa última versão já tinha problemas, mas era "menos pior" que o txto aprovado ontem na Câmara.

Reveja a ação do PPS no twitter @23pps:

PPS/SP @23pps
Emblemática aprovação do novo Código (devastador) Florestal por políticos "caras-de-Piau". Triste! #CodigoDevastadorFlorestal

PPS/SP @23pps
Dá pra dizer que governo foi "derrotado" hoje se quem assassinou #CodigoFlorestal foi exatamente a base de sustentação de Lula e Dilma?

PPS/SP @23pps
Esses deputados que fazem discurso emocionado pela aprovação do #CodigoFlorestal vivem em qual planeta? É muita "cara-de-Piau" dessa gente!

PPS/SP @23pps
"Parabéns ao Parlamento brasileiro?". Esse presidente da Câmara é humorista ou autista? #VetaDilma e cumpra a sua palavra de campanha!

PPS/SP @23pps
Quanta demagogia de deputados "caras-de-Piau": dizem proteger "pequenos produtores", "agricultura da família" e regiões do Brasil #VetaDilma

PPS/SP @23pps
Nem é preciso dizer muita coisa sobre a "cara-de-Piau" de quem aprovou esse relatório do #CodigoFlorestal devastador da vida no país #Triste

PPS/SP @23pps
Coordenação Nacional de Meio Ambiente e Sustentabilidade do @23pps firme na campanha #VetaDilma contra esse #CodigoFlorestal abominável!


Leia também:

Marina Silva: Veta tudo, Dilma

PPS associa Código Florestal, Rio+20 e #VetaDilma

PPS apóia Cidades Sustentáveis e aprova #REDE23


sexta-feira, 18 de maio de 2012

Papel da Prefeitura é fundamental na Segurança

Em mais uma reunião temática para elaboração do plano de governo do PPS para a Prefeitura de São Paulo, foi debatida nesta quinta-feira, 17 de maio, a "Segurança na Cidade de São Paulo", com participação do coronel José Vicente da Silva Filho, ex-secretário nacional de segurança pública e um dos maiores especialistas do assunto no país. Veja aqui mais informações.

Também participaram, entre outros, o vereador Claudio Fonseca, líder do PPS na Câmara paulistana; o empresário e pré-candidato a vereador pelo PPS, Ricardo Young, do Instituto Democracia e Sustentabilidade; e a ex-vereadora e pré-candidata à Prefeitura Soninha Francine.

Foram tratados diversos aspectos relativos à Segurança Pública, desde as estatísticas da criminalidade às medidas que cabem à Prefeitura para a prevenção da violência (com ações simples como melhorar a iluminação das ruas e fazer a poda de árvores), passando por questões culturais e educacionais, de legislação e infra-estrutura.

Entre as prioridades do PPS em São Paulo consta o estabelecimento de novas políticas, diretrizes e programas de segurança pública na cidade, além de otimizar mecanismos de proteção ao cidadão, por meio de ações conjuntas dos órgãos governamentais e da sociedade civil organizada. É preciso, acima de tudo, redefinir o papel da Prefeitura na área e aumentar a sensação de segurança dos cidadãos.

Um dos principais problemas para o aumento da criminalidade e da violência é a desigualdade social, agravada pela urbanização deficiente, que criou na cidade enormes bolsões de miséria. Lugares com baixíssimo atendimento das necessidades e direitos fundamentais, onde, na ausência das instituições e do poder público, passa a vigorar a lei do mais forte; onde o crime se torna modelo de sucesso financeiro e de afirmação; onde há reduzidas perspectivas de realização dos sonhos e projetos de vida.

“A repressão inteligente à criminalidade é importante, mas urbanização é fundamental. Iluminar, cortar o mato, recolher o lixo, porque o ambiente degradado é campo fértil para a violência. Satisfazer necessidades não atendidas de trabalho, de lazer e de prazer, especialmente na periferia. Cultura e esporte como forma de cultivar outros valores, e oferecer outras formas de afirmação, mediação de conflito nas comunidades e promoção de cultura de paz”, diz Soninha, resumindo algumas medidas eficazes para melhorar a segurança em São Paulo.

Vários dos pré-candidatos a vereador do PPS atuam nos Conselhos Comunitários de Segurança, os "Consegs", exemplos bem acabados de que a participação popular pode interferir diretamente para melhorar o dia-a-dia da cidade, sob vários aspectos.

Leia também o artigo publicado nesta sexta-feira, 18 de maio, na Folha de S. Paulo: A raiz dos nossos problemas de segurança

Encontros temáticos

Todos os encontros têm transmissão online e posteriormente o conteúdo é disponibilizado nos meios de comunicação do partido. Reveja as fotos e os vídeos das principais apresentações.

Já foram abordados os temas Legislação Eleitoral; Subprefeituras; Mobilidade Urbana e Transporte; Educação; Meio Ambiente e Cidade Sustentável; Emprego, Renda e Desenvolvimento; Saúde; Esporte, Cultura, Lazer e Qualidade de Vida; Habitação e Plano Diretor.

Os encontros são realizados sempre às quintas-feiras, a partir das 19h, na Câmara Municipal de São Paulo (Viaduto Jacareí, 100 - Bela Vista).

Segue abaixo o calendário com os próximos temas a serem debatidos, com a participação de especialistas e dos pré-candidatos do PPS, tendo como ponto em comum de todos os eventos a sustentabilidade:

24/5 - "Diversidade, direitos e garantias" - Coordenação de Soninha Francine, Lylian Concellos, Pai Guimarães e coordenadores temáticos. Local: Plenarinho da Câmara Municipal, 1º andar.

31/5 - "Orçamento da cidade, democratização e fortalecimento do Poder Local" - Coordenação de Paulo Cesar de Oliveira e Claudio Fonseca. Local: Plenarinho da Câmara Municipal, 1º andar.

23/6 - Convenção Eleitoral do PPS paulistano. Local: Plenário e Plenarinho da Câmara Municipal, 1º andar.


Leia também:

Veja como foi o Band Eleições com Soninha

Veja como foi a sabatina de Soninha no SBT e Terra

Rádio Band: Soninha quer reformular corredores de ônibus

Iguatemi: Soninha quer operacionalizar corredores de ônibus

Soninha visita Grupo Estado e confirma candidatura

Veja íntegra do programa "A Máquina" com Soninha

Soninha faz visita institucional à Câmara Municipal

Revista da Folha entrevista Soninha Francine

Veja entrevista de Soninha à Maria Lydia na Gazeta

Veja aqui a íntegra da entrevista de Soninha à CBN

Revista Época entrevista Soninha Francine

Soninha se apresenta contra as 'burrices' do sistema

Artigo na Folha: "Um sinal verde para São Paulo"

Soninha Francine: "Andar, conviver e dormir"

"Cabral, você é nosso e nós somos teu"... Eita!


A reportagem do SBT flagrou, durante a CPI do Cachoeira, nesta quinta-feira (17), o líder do governo na Câmara, Cândido Vaccarezza (PT-SP), enviando uma mensagem de texto pelo celular para o governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral.

Na mensagem, Vaccarezza tranquiliza Cabral: "A relação com o PMDB vai azedar na CPI. Mas não se preocupe, você é nosso e nós somos teu [sic]".

Existe coisa mais ridícula e reveladora da cumplicidade dessa escória da política brasileira?

Artigo: A raiz dos nossos problemas de segurança

Luiz Eduardo Soares e Ricardo Balestreri (Folha de S. Paulo, 18 de maio de 2012)
Algo está errado: temos a 3ª população carcerária, e só 8% dos homicídios esclarecidos. Um dos erros foi reproduzir o modelo do Exército na polícia.

A situação da segurança pública no país permanece grave, a despeito de respeitáveis esforços pontuais. Aconteceram avanços regionais, mas o resultado nacional segue inalterado, pois os problemas se disseminaram para o interior e a insegurança cresceu em algumas regiões.

Os cerca de 50 mil homicídios dolosos por ano tornam o Brasil o segundo país mais violento do mundo em números absolutos. Apenas 8% desses casos são esclarecidos -ou seja, 92% ficam impunes.

A brutalidade de segmentos da polícia bate recordes. Por outro lado, temos a terceira população carcerária do mundo e a que cresce mais rápido, pois prendemos muito e mal.

Na outra ponta, policiais não são valorizados. Em geral, os salários são insuficientes. As condições de trabalho, inadequadas. A consequência é a adesão ilegal ao segundo emprego na segurança privada informal.

Para evitar o colapso do orçamento público, as autoridades se calam. Preferem conviver com a ilegalidade na base do sistema. Resultado: os turnos de trabalho irracionais não podem ser ajustados; a dupla lealdade obsta a execução das rotinas; a disciplina interna é contaminada pela vinculação com o ilícito; e a impunidade estimula a formação de grupos de interesse cuja expressão extrema são as milícias.

Na raiz dos problemas, está a arquitetura institucional da segurança pública legada pela ditadura, que encontrou abrigo na Constituição.

O artigo 144 atribui grande responsabilidade aos Estados e às suas polícias, cujo ciclo de trabalho é, irracionalmente, dividido entre militares e civis. Ele confere papel apenas coadjuvante à União e esquece os municípios, na contramão do que ocorre com as demais políticas públicas -enquanto isso, as guardas municipais estão em um limbo legal.

As PMs são definidas como força reserva do Exército e forçadas a adotar um modelo organizacional concebido à sua imagem e semelhança.

Ora, sabemos que a boa forma de uma organização é aquela que melhor serve ao cumprimento de suas funções. Pois a missão das polícias no Estado de Direito é muito diferente daquela conferida ao Exército.

O dever das polícias é prover segurança aos cidadãos, garantindo o cumprimento da lei -ou seja, protegendo seus direitos e liberdades contra eventuais transgressões.

O funcionamento usual das instituições policiais, com presença fardada e ostensiva nas ruas, cujos propósitos são sobretudo preventivos, requer, dados a variedade e o dinamismo dos problemas, alguns atributos que hoje estão excluídos pela rigidez da organização.

Exemplos: descentralização, flexibilidade no processo decisório (nos limites da legalidade), respeito aos direitos humanos e aos princípios internacionais que regem o uso comedido da força, adaptação às especificidades locais, capacidade de interlocução, mediação e diagnóstico, liberdade para adoção de iniciativas que mobilizem outros segmentos da corporação e até mesmo outros setores governamentais.

Idealmente, o policial na esquina é um microgestor da segurança em escala territorial limitada, com ampla comunicação com outras unidades e outras instituições públicas.

Assim, consideramos inadiável a inclusão da reforma institucional da segurança pública na agenda política, em nome, sobretudo, da vida, mais do que partidos e eleições.

LUIZ EDUARDO SOARES, 58, é antropólogo. RICARDO BALESTRERI, 53, é educador especializado em direitos humanos. Ambos foram secretários nacionais de Segurança Pública no governo Lula (2005 e 2008-2010, respectivamente)

quinta-feira, 17 de maio de 2012

Assista hoje: debate "Segurança na cidade de SP"

O PPS debate a "Segurança na Cidade de São Paulo" nesta quinta-feira, 17 de maio, em mais uma reunião temática para formulação do plano de governo da pré-candidata à Prefeitura Soninha Francine.

Assista AO VIVO, a partir das 19h desta quinta-feira (17/5), ou compareça à sala A do 1º subsolo da Câmara Municipal de São Paulo.

Todos os encontros têm transmissão online e posteriormente o conteúdo é disponibilizado nos meios de comunicação do partido. Reveja as fotos e os vídeos das principais apresentações.

Já foram abordados os temas Legislação Eleitoral; Subprefeituras; Mobilidade Urbana e Transporte; Educação; Meio Ambiente e Cidade Sustentável; Emprego, Renda e Desenvolvimento; Saúde; Esporte, Cultura, Lazer e Qualidade de Vida; Habitação e Plano Diretor.

Os encontros são realizados sempre às quintas-feiras, a partir das 19h, na Câmara Municipal de São Paulo (Viaduto Jacareí, 100 - Bela Vista).

Segue abaixo o calendário com os próximos temas a serem debatidos, com a participação de especialistas e dos pré-candidatos do PPS, tendo como ponto em comum de todos os eventos a sustentabilidade:

17/5 – "Segurança" - Coordenação de Soninha Francine e Ari Friedenbach. Local: Local: Sala A, 1º Subsolo da Câmara Municipal.

24/5 - "Diversidade, direitos e garantias" - Coordenação de Soninha Francine, Lylian Concellos, Pai Guimarães e coordenadores temáticos. Local: Plenarinho da Câmara Municipal, 1º andar.

31/5 - "Orçamento da cidade, democratização e fortalecimento do Poder Local" - Coordenação de Paulo Cesar de Oliveira e Claudio Fonseca. Local: Local: Plenarinho da Câmara Municipal, 1º andar.

terça-feira, 15 de maio de 2012

Sindicato da Construção Pesada recebe Soninha

A pré-candidata do PPS à Prefeitura de São Paulo, Soninha Francine, foi recebida nesta terça-feira, 15 de maio, pela diretoria do Sinicesp - Sindicato da Insdústria da Construção Pesada do Estado de São Paulo para expor seu plano de governo e abrir um diálogo com este setor.

O Sinicesp congrega as construtoras de obras da construção pesada, também chamadas obras de infraestrutura. Atualmente são mais de 180 empresas associadas e mais de 1.000 afiliadas. Dentre as associadas estão as grandes como Odebrecht, Andrade Gutierrez, Camargo Correa, OAS, Queiroz Galvão, S.A. Paulista, Ellenco, Sobrenco, Azevedo Travassos.

Tradicionalmente o Sinicesp, fundado há 44 anos, promove reunião com os candidatos às eleições municipais, bem como para os cargos na esfera estadual e federal, tendo a participação nesses encontros dos empresários que integram a diretoria e conselhos da entidade, além dos associados.

segunda-feira, 14 de maio de 2012

Há vida inteligente entre o 1º e o 7º lugares do Ibope

Repararam que é a própria imprensa quem mais alimenta a polarização entre PT e PSDB, num desserviço à democracia, como se apenas os candidatos destes dois partidos fossem relevantes na eleição paulistana?

Desprezam as demais candidaturas, empobrecem o debate sobre a cidade, omitem informações, ignoram inclusive os números: priorizam José Serra (PSDB) e Fernando Haddad (PT), o primeiro (31%) e o sétimo (3%) colocados nas pesquisas, como se não houvesse entre eles outros cinco pré-candidatos que disputam com igualdade de condições a preferência do eleitorado de São Paulo.

Pior: se é verdade que, hoje, 34% dos eleitores manifestam a preferência por Serra ou Haddad - e é inegável o peso do voto tucano e petista em qualquer disputa, igualmente verdadeiro e notável é que 42% do eleitorado está optando por outros cinco nomes que aparecem entre o 1º e o 7º, derrubando a tese da polarização.

Não é por acaso que Russomanno (PRB), Netinho de Paula (PCdoB), Soninha Francine (PPS), Gabriel Chalita (PMDB) e Paulinho da Força (PDT) apareçam muito bem colocados nas pesquisas de intenção de voto.

Há um desgaste natural destes dois partidos que vem se alternando no poder: PT e PSDB já não respondem aos principais anseios da sociedade. Tiveram oportunidade de colocar em prática suas ideias em sucessivos governos e frustraram parcela significativa do seu próprio eleitorado.

Ambos se encontram rachados. No PT, a imposição do nome de Haddad pelo ex-presidente Lula gerou indisposição com os senadores Marta e Eduardo Suplicy, já que os dois se apresentavam como pré-candidatos à Prefeitura e têm aceitação muitíssimo superior à do ex-ministro de Lula e Dilma, dentro e fora do partido.

No PSDB, ainda que Serra tenha vencido as prévias internas, os tucanos seguem divididos em grupos vinculados a diferentes lideranças nacionais - e alguns históricos chegam mesmo a surpreender se aproximando do candidato do PT, como faz o economista Bresser Pereira, por exemplo.

Ou seja, parece haver um enorme espaço a ser ocupado por lideranças equidistantes de PSDB e PT, atendendo a demanda da população com uma campanha propositiva, leve, limpa e transparente. É aí que se insere a candidatura de Soninha Francine e do PPS. Não teremos a estrutura de tempo e recursos de petistas e tucanos, mas será que isso é realmente o que mais importa? Confiamos no bom senso e na inteligência dos cidadãos para enxergar o melhor para São Paulo.

Leia também:

Soninha supera Haddad e Chalita no Ibope em SP

Fatos e factóides da sucessão de Kassab em SP

Veja como foi o Band Eleições com Soninha

domingo, 13 de maio de 2012

Twitter @23pps comenta #BrasilCarinhoso de Dilma

PPS/SP @23pps
O tal #BrasilCarinhoso anunciado por Dilma é uma espécie de anti-planejamento familiar: quem é pobre faz um filho e ganha R$ 70 por cabeça!

PPS/SP @23pps
Se não bastasse o marketing explícito do Plano #BrasilCarinhoso, medida contraria toda ação de políticas públicas p/ redução da desigualdade

PPS/SP @23pps
Em vez de Planejamento Familiar e atendimento à saúde da mulher e da criança, governo Dilma paga para mães do Norte e Nordeste terem mais fllhos!

PPS/SP @23pps
Triste incentivo às famílias mais pobres: "tenham filhos e ganhem R$ 70 por cabeça!"

PPS/SP @23pps
Será com assistencialismo que vamos acabar com a miséria? PT governa há 9 anos: ou seja, crianças de 0 a 6 anos nasceram na miséria por quê?


PPS/SP @23pps
Em vez de #BrasilCarinhoso queremos um #BrasilComEmprego #BrasilComEscolas #BrasilComCreches #BrasilComHospitais #BrasilComVergonhaNaCara

PPS/SP @23pps
Educação? Cultura? Emprego? Que nada, Governo Dilma anuncia que vai dar R$ 70 por cabeça p/ famílias do Norte e Nordeste terem mais filhos!

O que é o "Brasil Carinhoso"?

O anúncio de medidas "em benefício de mulheres e crianças", obra da "filha, mãe e avó, a primeira presidenta do Brasil", deu o tom do pronunciamento à nação feito por Dilma Roussef na noite deste domingo (13), Dia das Mães.

Ela destacou que o plano, lançado em ano eleitoral, dará maior atenção às regiões Norte e Nordeste, onde se concentram a maior parte das famílias em extrema pobreza.

Em cadeia de rádio e TV, Dilma afirmou: "78% das crianças brasileiras em situação de pobreza absoluta vivem nessas duas regiões, e 60% delas estão no Nordeste. Ou seja, regiões mais pobres, crianças mais desprotegidas, mães e pais entregues historicamente à sua própria sorte."

Chamado de "Brasil Carinhoso", o programa prevê a garantia de uma renda mínima de R$ 70 a cada membro das famílias "extremamente pobres" com pelo menos um filho de até seis anos. "É uma ampliação e um reforço muito importante ao Bolsa Família", justificou a presidente.

"O Brasil Carinhoso faz parte do grande programa Brasil Sem Miséria, que estamos desenvolvendo com sucesso em todo o território nacional, e será a mais importante ação de combate à pobreza absoluta na primeira infância já lançada no nosso país", garantiu.

sábado, 12 de maio de 2012

Prefeitos: Curso "Candidatos pela Sustentabilidade"


O PPS recomenda para todos os seus pré-candidatos, no país inteiro, o curso para candidatos a prefeito preparado pela Rede Nossa São Paulo e Rede de Ação Política Pela Sustentabilidade, nos dias 1 e 2 de junho, em São Paulo.

O Curso “Candidatos pela Sustentabilidade” é destinado aos signatários da carta-compromisso do Programa Cidades Sustentáveis.

O PPS foi o primeiro partido a aderir oficialmente à iniciativa, por meio de todos os seus pré-candidatos a prefeito e vereador nas eleições de 2012 e a assinatura simbólica dos presidentes dos diretórios municipal paulistano (Carlos Fernandes), estadual (Davi Zaia) e nacional (Roberto Freire), além da pré-candidata à Prefeitura de São Paulo, Soninha Francine.

No curso, serão apresentadas aos participantes as ferramentas e os instrumentos para elaboração, apresentação e gestão de uma campanha eleitoral que tenha como objetivo um candidato preparado e focado na agenda da sustentabilidade urbana.

Entre os palestrantes convidados estão Oded Grajew, coordenador geral da Rede Nossa São Paulo; Ricardo Young, ex-presidente do Instituto Ethos e pré-candidato a vereador pelo PPS paulistano; Steve Jarding, professor de Políticas Públicas da Harvard Kennedy School e especialista em gerenciamento de campanhas e estratégias políticas; Rodrigo Lugones, mestre em gerenciamento político pela George Washington University – USA; Maurício Brusadin, ex-presidente estadual do Partido Verde (São Paulo); Nabil Bonduki, ex-secretário nacional de Recursos Hídricos e Ambiente Urbano do Ministério do Meio Ambiente; e Mauricio Broinizi Pereira, da Rede Nossa São Paulo e da Rede Brasileira por Cidades Justas e Sustentáveis.

A formação dos “Candidatos pela Sustentabilidade” ocorrerá nos dias 1 e 2 de junho de 2012, no Hotel Intercontinental (Alameda Santos, 1.123 – Jardim Paulista, São Paulo/SP). Leia mais.

sexta-feira, 11 de maio de 2012

Deu na Folha: Namasté! Shalom! Saravá! Aleluia!

Reaproximar casa-trabalho e revitalizar o centro

O PPS debateu o tema “Habitação e Plano Diretor” nesta quinta-feira, 10 de maio, com a participação do arquiteto Cândido Malta, do ex-secretário ajunto da Habitação do Estado Ulrich Hoffmann, do técnico Ailton Barros, assessor do gabinete do vereador Claudio Fonseca, líder do partido na Câmara, e da pré-candidata à Prefeitura de São Paulo Soninha Francine.

Toda semana, mais de 100 homens e mulheres pré-candidatos a vereador se reúnem para a formulação do plano de governo do PPS para a cidade. Todos os encontros têm transmissão online e posteriormente o conteúdo é disponibilizado nos meios de comunicação do partido. Reveja as fotos e os vídeos das principais apresentações.

O convidado especial deste encontro foi Cândido Malta Campos Filho, doutor em Arquitetura e Urbanismo pela USP, fundador do Movimento Defenda São Paulo, especialista em planejamento urbano, plano diretor estratégico, história da cidade e o bairro como unidade de planejamento. Veja aqui mais informações.

A pré-candidata Soninha Francine considera o debate sobre moradia o principal eixo de sua campanha, propondo o repovoamento e a revitalização da região central como soluções estratégicas para a cidade.

Reiterando proposta apresentada desde a eleição de 2008, Soninha defende que o centro seja ocupado por pessoas de diversas classes sociais, e propõe que a Prefeitura construa habitações populares por meio da Cohab nessa região bem servida de transportes, infra-estrutura e serviços públicos.

O que tem acontecido, segundo Soninha, é que há uma concentração de serviços, emprego, transportes, cultura e lazer no centro e um déficit desses itens nas regiões mais periféricas, que concentram a maioria da população em "bairros-dormitório".

Propostas de Soninha na área da Habitação

"Há várias ações possíveis contra o brutal déficit de moradia digna e decente. É preciso repovoar o centro, que tem equipamentos e serviços públicos ociosos e perdeu população. Há terrenos e prédios subutilizadas ou abandonados, enquanto a periferia incha e há cortiços e condições insalubres, inseguras, inaceitáveis.

O poder público pode produzir moradias, construindo ou reformando, ou trabalhar com a iniciativa privada, reservando áreas para construção de habitação popular e punindo a especulação imobiliária com instrumentos previstos no Plano Diretor e no Estatuto da Cidade, e concedendo incentivos fiscais, financiamento, subsídios e cartas de crédito.

Importante é que as pessoas possam morar em lugar melhor e próximo do trabalho, escola e infra-estrutura. A Secretaria de Habitação precisa desburocratizar e informatizar processos, como aprovação de plantas e alvarás.

Os conjuntos habitacionais existentes têm de ser requalificados para que sejam práticos e confortáveis, com áreas de lazer e convivência, equipamentos de cultura e esporte, comércio etc. A produção de conjuntos e a urbanização de favelas deve levar isso em conta, bem como a eficiência ambiental, acessibilidade e diversidade, para que nenhum lugar se torne um gueto. E todos tenham direito a um bairro acolhedor."


Pauta de encontros temáticos

Já foram abordados os temas Legislação Eleitoral; Subprefeituras; Mobilidade Urbana e Transporte; Educação; Meio Ambiente e Cidade Sustentável; Emprego, Renda e Desenvolvimento; Saúde; Esporte, Cultura, Lazer e Qualidade de Vida.

Os encontros são realizados sempre às quintas-feiras, a partir das 19h, na Câmara Municipal de São Paulo (Viaduto Jacareí, 100 - Bela Vista).

Segue abaixo o calendário com os próximos temas a serem debatidos, com a participação de especialistas e dos pré-candidatos do PPS, tendo como ponto em comum de todos os eventos a sustentabilidade:

17/5 – "Segurança" - Coordenação de Soninha Francine e Ari Friedenbach. Local: Sala A, 1º Subsolo da Câmara Municipal.

24/5 - "Diversidade, direitos e garantias" - Coordenação de Soninha Francine, Lylian Concellos, Pai Guimarães e coordenadores temáticos. Local: Plenarinho da Câmara Municipal, 1º andar.

31/5 - "Orçamento da cidade, democratização e fortalecimento do Poder Local" - Coordenação de Paulo Cesar de Oliveira e Claudio Fonseca. Local: Plenarinho da Câmara Municipal, 1º andar.

quinta-feira, 10 de maio de 2012

Soninha supera Haddad e Chalita no Ibope em SP

A Rede Globo e o Ibope divulgaram na noite desta quarta, 9 de maio, o resultado da primeira pesquisa deste ano para a eleição à Prefeitura de São Paulo.

O ex-governador José Serra (PSDB) lidera com folga. O tucano tem 31% das intenções de voto, seguido por Celso Russomanno (PRB), com 16%. Depois, na sequência, vêm embolados em terceiro lugar Netinho de Paula (PCdoB) com 8%, Soninha Francine (PPS) com 7%, Gabriel Chalita (PMDB) com 6%, e Paulinho da Força (PDT) com 5%.

Bem atrás, estacionado em 7º lugar, com inexpressivos 3%, vem o ex-ministro Fernando Haddad (PT), empatado tecnicamente com Carlos Giannazi (PSOL) e Luiz Flavio D´Urso (PTB), ambos com 1%.

Leia mais:

Ibope mostra Serra à frente na disputa pela Prefeitura de SP

José Serra lidera em pesquisa do Ibope em São Paulo

Hoje, 19h: Habitação retoma encontros temáticos

O PPS retoma nesta quinta-feira, 10 de maio, o seu já tradicional roteiro de encontros para formulação do plano de governo da pré-candidata Soninha Francine. Nesta semana o tema é “Habitação e Plano Diretor”.

Assista AO VIVO, a partir das 19h desta quinta-feira (10/5), ou compareça à sala A do 1º subsolo da Câmara Municipal de São Paulo.

Estão previstas as participações do arquiteto Cândido Malta, do ex-secretário ajunto da Habitação Ulrich Hoffmann e do vereador Claudio Fonseca, tratando especialmente da proposta do novo Plano Diretor que será analisado pelo Legislativo paulistano.

Cândido Malta Campos Filho é doutor em Arquitetura e Urbanismo pela USP, fundador do Movimento Defenda São Paulo, especialista em planejamento urbano, plano diretor estratégico, história da cidade e o bairro como unidade de planejamento.

O PPS reúne semanalmente mais de 100 homens e mulheres pré-candidatos à Câmara Municipal para a formulação do plano de governo de Soninha Francine à Prefeitura de São Paulo.

Todos os encontros têm transmissão online e posteriormente o conteúdo é disponibilizado nos meios de comunicação do partido. Reveja no Canal PPS Sampa as principais apresentações.

Já foram abordados os temas Legislação Eleitoral; Subprefeituras; Mobilidade Urbana e Transporte; Educação; Meio Ambiente e Cidade Sustentável; Emprego, Renda e Desenvolvimento; Saúde; Esporte, Cultura, Lazer e Qualidade de Vida.

Os encontros são realizados sempre às quintas-feiras, a partir das 19h, na Câmara Municipal de São Paulo (Viaduto Jacareí, 100 - Bela Vista).

Segue abaixo o calendário com os próximos temas a serem debatidos, com a participação de especialistas e dos pré-candidatos do PPS, tendo como ponto em comum de todos os eventos a sustentabilidade:

10/5 – “Habitação e Plano Diretor” - Coordenação de Ulrich Hoffmann, Paulo Cesar de Oliveira e Claudio Fonseca. Local: Sala A, 1º Subsolo da Câmara Municipal.

17/5 – "Segurança" - Coordenação de Soninha Francine e Ari Friedenbach. Local: Local: Sala A, 1º Subsolo da Câmara Municipal.

24/5 - "Diversidade, direitos e garantias" - Coordenação de Soninha Francine, Lylian Concellos, Pai Guimarães e coordenadores temáticos. Local: Plenarinho da Câmara Municipal, 1º andar.

31/5 - "Orçamento da cidade, democratização e fortalecimento do Poder Local" - Coordenação de Paulo Cesar de Oliveira e Claudio Fonseca. Local: Local: Plenarinho da Câmara Municipal, 1º andar.

terça-feira, 8 de maio de 2012

Veja como foi o Band Eleições com Soninha

A pré-candidata do PPS à Prefeitura de São Paulo, Soninha Francine, participou do programa Band Eleições na madrugada desta terça-feira, 8 de maio, após encerrado o CQC - Custe o Que Custar. Assista aqui, na íntegra.

A maratona na Rede Bandeirantes continuou na manhã desta terça-feira, com entrevistas na BandNews FM e na BandNews TV.

No Programa Band Eleições, a ex-vereadora Soninha Francine foi entrevistada pelos jornalistas Fábio Pannunzio, Fernando Mitre e Eduardo Oinegue.

O programa destacou as propostas para reduzir as desigualdades, aproximar casa-trabalho, revitalizar a região central e também discutiu bastante sobre mobilidade urbana.

Com relação ao projeto de cobrança de pedágio para o trânsito de veículos em determinadas vias, Soninha afirmou que isso será uma demanda futura, como acontece em outros lugares. "As pessoas poderão se reoganizar para ir ao Centro, assim como aconteceu em Londres, que adotou a proposta."

Segundo a pré-candidata o valor poderia ser o custo do transporte coletivo. "Aquele que quiser ir com o seu carro para o Centro poderá ir, mas terá um valor. Algo como um camarote VIP. É diferente do sistema de rodízio, onde é proibida a utilização do veículo pelo cidadão. É possível também a criação de sistema de integração entre o automóvel e o transporte coletivo, como estacionamentos ao lado das estações de metrô, por exemplo", completa.

Leia também:

Veja como foi a sabatina de Soninha no SBT e Terra

Rádio Band: Soninha quer reformular corredores de ônibus

Iguatemi: Soninha quer operacionalizar corredores de ônibus

Soninha visita Grupo Estado e confirma candidatura

Veja íntegra do programa "A Máquina" com Soninha

Soninha faz visita institucional à Câmara Municipal

Revista da Folha entrevista Soninha Francine

Veja entrevista de Soninha à Maria Lydia na Gazeta

Veja aqui a íntegra da entrevista de Soninha à CBN

Revista Época entrevista Soninha Francine

Soninha se apresenta contra as 'burrices' do sistema

Artigo na Folha: "Um sinal verde para São Paulo"

Soninha Francine: "Andar, conviver e dormir"

Soninha está ao vivo na Band News FM às 10h15

A pré-candidata do PPS à Prefeitura de São Paulo, Soninha Francine, estará ao vivo na Rádio BandNews FM 96,9 a partir das 10h15 da manhã de hoje (terça, 8 de maio), onde conversa sobre suas propostas para a cidade com os apresentadores Eduardo Barão e Sheila Magalhães. São 30 minutos de entrevista. Encerrada a participação na rádio, Soninha concede outra entrevista à BandNews TV. Acompanhe!

segunda-feira, 7 de maio de 2012

Assista hoje: Soninha na Band logo após o CQC

A pré-candidata do PPS à Prefeitura de São Paulo, Soninha Francine, participa do programa Band Eleições, que vai ao ar hoje (segunda, 7 de maio), pouco depois da meia-noite, com meia hora de duração, assim que terminar o CQC - Custe o Que Custar.

A jornalista e ex-vereadora será entrevistada pelos jornalistas Fábio Pannunzio, Fernando Mitre e Eduardo Oinegue.

Serão tratados os principais assuntos da cidade, o plano de governo que o PPS vem construindo semanalmente, em reuniões temáticas com especialistas e seus pré-candidatos à Câmara Municipal (a próxima é na quinta, 10 de maio, sobre Habitação), e os temas polêmicos de sempre, sob o olhar singular de Soninha Francine. Não perca!

sábado, 5 de maio de 2012

PSDB, PT, PMDB... Efeito cascata com Cachoeira?

Guardiões dos bichos: Luisa Mell é capa da VejaSP

Apresentadora é uma das ativistas mais conhecidas no Brasil

A apresentadora Luisa Mell nunca havia ligado muito para os animais. Até que, em 1999, visitou uma feira em São Bernardo do Campo e adotou uma cadelinha toda estropiada. A partir daquele momento, decidiu engajar-se na causa. Estrelou dois programas de televisão sobre denúncias de maus-tratos e virou uma das mais conhecidas ativistas do Brasil (no momento, negocia com uma emissora o retorno ao ar com uma atração semelhante).

Ganhou fama de chorona, chegando às lágrimas ao narrar histórias como a de uma cachorra que havia sido amarrada em um carro e arrastada até a morte. “Quando comecei, os defensores quase não apareciam”, afirma. “Acho que plantei uma semente que ganhou grandes proporções.”

A paulistana de 33 anos usa sua imagem para auxiliar pela internet casos de abandono e de crueldade, formando uma grande rede social em torno do assunto. No Twitter, possui mais de 50.000 seguidores.

Na última segunda (30), anunciou um cão perdido no Facebook. Em duas horas, o dono foi encontrado. No apartamento onde mora, cuida dos labradores Gisele e Marley e dos vira-latas Dino e Preta, todos resgatados por ela.

(Leia aqui a matéria completa da Revista Veja São Paulo)

Luisa Mell: combate casos de maus-tratos aos pets

Leia também:

Tá todo mundo no PPS... Até Luisa!

quinta-feira, 3 de maio de 2012

Veja como foi a sabatina de Soninha no SBT e Terra

A pré-candidata do PPS à prefeitura de São Paulo, Soninha Francine, participou na tarde desta quarta-feira, 2 de maio, da sabatina promovida pelo Terra e pelo SBT sobre as eleições municipais de 2012.

Ao chegar aos estúdios da emissora, Soninha destacou a oportunidade de ter tempo para apresentar suas propostas. "É um espaço muito valioso para expor nossas propostas de uma forma melhor, principalmente para quem deve ter 40 segundos de propaganda eleitoral", disse a ex-vereadora.

A ex-apresentadora de TV disse, porém, que não desistiu das alianças e afirmou estar "cortejando" os partidos que ainda não se aliaram a outros pré-candidatos, o que pode lhe garantir mais tempo de propaganda na TV e no rádio. "A gente continua nessa paquera", disse Soninha, citando como alvos desse flerte partidos como o PHS, o PMN e o PV, por exemplo.

Assista a cobertura no telejornal SBT Brasil.

Assista a íntegra no site do SBT: parte 1, parte 2 e parte 3.

Veja cobertura da sabatina no Portal Terra:

Soninha: mesmo sendo o mais 'viável', Serra não é imbatível

Soninha defende pedágio urbano e fim de catracas em ônibus

Soninha critica Dilma, elogia Serra, mas nega aliança com tucano

Soninha 'corteja' siglas sem candidato para ampliar tempo na TV


Reveja os trechos mais polêmicos em vídeo:

"Estou preparada para ser prefeita", diz Soninha
Pré-candidata à prefeitura de SP pelo PPS, participa de sabatina promovida pelo Terra e SBT

Soninha: "Hoje só quem tem dinheiro mora bem localizado"
Questionada sobre sua primeira ação como prefeita, Soninha Francine falou em promover a reocupação da região central

Soninha aposta nos mutirões para acabar com filas na saúde
Melhorar o sistema de marcação de consultas e ampliar o Programa de Saúde da Família são outras prioridades da candidata

Soninha: pedágio urbano é menos caro do que congestionamento
Pré-candidata é contrária ao uso abusivo de automóveis na região central da capital paulista, em horário de pico

"Vou tirar a catraca de dentro dos ônibus", diz Soninha
Pré-candidata pretende instalar guichês com cobradores nos pontos de ônibus dos corredores da capital

Soninha defende Kassab sobre educação e meio ambiente
Para a pré-candidata do PPS, a gestão Kassab também se destacou no que se refere ao plano de carreira dos professores

Soninha sobre José Serra: "imbatível ninguém é"
Apesar de reconhecer a importância política de José Serra, Soninha Francine diz que eleições podem ser surpreendentes

Soninha defende produção oficial da maconha em sabatina
Pré-candidata do PPS à prefeitura de SP diz que droga deveria ser produzida por empresas com CNPJ; medida deixaria de dar lucro a criminosos

Soninha volta a defender cargos de confiança
Duas filhas e uma irmã da pré-candidata do PPS foram nomeadas em cargos de confiança no Governo do Estado (mas nenhuma trabalha diretamente com Soninha, nem foi nomeada por ela)

Soninha se explica sobre "uso recreativo da maconha"
Pré-candidata admitiu não ser adequado utilizar tal expressão para se referir ao tema, como havia feito anteriormente

"Sou contra a prática do aborto", diz Soninha
Pré-candidata defende, no entanto, a legalização da prática, como forma de salvar a vida de muitas mulheres

Soninha descarta sair como vice de José Serra
Segundo a pré-candidata do PPS, o partido não pretende abrir mão de candidatura própria

"Foram várias decepções", diz Soninha sobre saída do PT
Pré-candidata do PPS explicou que convivência com a estrutura e a direção do partido a fez ficar desapontada

quarta-feira, 2 de maio de 2012

Soninha quer reformular corredores de ônibus

Pré-candidata à Prefeitura de São Paulo pelo PPS defendeu mudanças para aperfeiçoar o transporte público na capital


Portal Band

Assista aqui trecho da entrevista ou ouça na íntegra.

A pré-candidata à prefeitura de São Paulo pelo PPS, Soninha Francine, defendeu a reestruturação do sistema de ônibus na cidade para melhorar o atendimento à população. Em entrevista a José Paulo de Andrade, Joelmir Beting, Salomão Ésper e Rafael Colombo, na Rádio Bandeirantes, ela sugeriu alterações na distribuição das linhas, especialmente em corredores de ônibus.

“O sistema de ônibus tem de melhorar sem muitos investimentos. Um exemplo básico é o corredor. Não adianta o ônibus ter pista exclusiva se eles se acumularem e andarem a 10 km/h”, explica.

Para ela, é preciso adotar o conceito de troncalização, reduzindo o número de linhas nos corredores, mas mantendo intervalos regulares. "Isso é algo que qualquer técnico em transporte conhece. Linha tronco é que funciona no corredor, e não qualquer ônibus. Senão eles se acumulam."

A pré-candidata também defendeu a implantação dos BRT (Bus Rapid Transit), que começam a ser implantados em algumas cidades-sede da Copa do Mundo. “Em vez de pagar a passagem na catraca, você paga na estação de embarque. Isso permite que todas as portas se abram de uma vez para a entrada do passageiro”.

Soninha também defendeu a ampliação das vagas em creches na cidade. “A prefeitura precisa criar uma forma de criar novas vagas, de forma que a mãe não precise desembolsar dinheiro para atender seus filhos”.

Ambulantes

Soninha defendeu uma nova regulamentação do comércio na cidade. “É preciso estabelecer regras, de verdade, para padronização de barracas e localização que não atrapalhe a circulação do pedestre e que não concorra com o comércio estabelecido”.

Segundo ela, a regulamentação tem de ser feita “com muito cuidado”. “O que é que pode vender, quem pode vender? Quem vende DVD pirata não vai ter permissão”.

Debate na Band em 2 de agosto

Soninha participará dos debates entre os candidatos a prefeito de São Paulo, que serão realizados pelo Grupo Bandeirantes. O primeiro está agendado para o dia 2 de agosto.

Band Eleições no dia 7 de maio

Além disso, na próxima segunda-feira (7 de maio), Soninha participa do programa Band Eleições, concedendo entrevista aos jornalistas da emissora em programa especial que vai ao ar por volta da meia-noite, logo depois do CQC.

Leia também:

Soninha afirma que se eleita saberá lidar bem com a Câmara